sábado, 18 de outubro de 2008

Para vegetarianos, pão com manteiga

















Clique na figura para ver

Neste ano completei onze anos de vegetarianismo e ao mesmo tempo onze anos de boa convivência com todos os carnívoros do planeta. Pensando direitinho, ser vegetariano, no mundo, é algo muito complicado. Que diga o meu grande amigo, o Roldão, que tem até mais histórias que eu a contar. Só houve um lugar em que de fato me senti à vontade: Inglaterra (acho que a apologia do Paul McCartney, toda a influência indiana, mais todo um medo da vaca louca e mais o preço da carne contribuem para que o UK seja o lugar mais vegetariano do planeta). Até na Índia, local onde supostamente existiriam muitas opções vegetarianas, me deparei com um mar de curries de frango inesperado. (Na China nem se fala: o ditado corrente é que dos animais de quatro patas o chinês só não come mesa, e dos alados, só não come avião.) Austrália até que me senti mais ou menos bem. EUA (quero dizer California), Alemanha e Dinamarca foram lugares em que me surpreendi negativamente: pensei que lá encontraria muitas opções vegetarianas, mas encontrei um mar de lingüiça, salsicha e barbecues mega-gordurosos. França, Espanha, Itália e demais países latinos em que fui sempre me preparei para o pior, pois como bom brasileiro nordestino, sou parcialmente herdeiro da cultura destes últimos países ao fazer parte da bela, mas carnívora, tradição íbero-árabe-afro-indígena.

Enfim, estive uma vez em uma cidade do interiorzão do sul do Brasil, que por enquanto não contarei o nome, de fortes tradições alemãs. Na cantina da universidade, fui tomar um café da manhã e perguntei à simpática senhora por alguma coisa que não tivesse carne. A resposta naturalmente foi: coxinha. Expliquei que coxinha de galinha tem carne, de frango. Depois de outras explicações, ela fez aquela cara de espanto (que carnívoros sempre fazem para vegetarianos), e acabou por dizer: "Bem, se o Sr. pedir com atencipação de um dia, posso providenciar um pão com manteiga". Agradeci cordialmente e fui na padaria mais próxima em busca do pão com manteiga quentinho feito na hora.

3 comentários:

  1. PARABÉNS PELOS 11 ANOS DE VEGETARIANISMO!!!
    PARABÉNS, TAMBÉM, PELO BLOGGER!!!
    REJANE E ANDRÉ

    ResponderExcluir
  2. Obrigado Rejane e André.
    Vocês são ótimos :)

    ResponderExcluir
  3. Iria ler somente um post, mas acabei lendo outro, e outro... Bem, só queria dizer que sou totalmente complacente com a sua dieta:) É verdade que os chineses comem de tudo, inclusive vegetais! Você sabe que eu morei lá quase um ano. Tirando uma história, que ainda vou postar no meu blog, não tive grandes problemas em ser vegetariano lá. Na Itália também não é tão difícil, a pesar de faltar um pouco de variedades. Mas sempre se encontram um "primo" e um "contorno" que não contenham carne; de nenhum tipo :) Na Espanha foi o lugar onde eu mais sofri sendo vegetariano. Tinha que cozinhar minha própria comida todos os dias... Muito interessante a pirâmide que você colocou! Valeu!!!

    ResponderExcluir