terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Teletransporte quântico 1

A física quântica não é exatamente uma área da física, mas um domínio da física. Quando se estuda o mundo do extremamente pequeno, o pesquisador de física precisa utilizar necessariamente o domínio da física quântica. Assim, a profissão "físico quântico" não existe, porque em essência, todo bom físico obrigatoriamente acaba trabalhando com física quântica em menor ou maior grau.

Um dos aspectos mais fascinantes da física quântica é o chamado "emanharamento quântico". Tenho um amigo, atual professor da Universidade Federal de São Carlos, que conhece profundamente o assunto. Sua tese de doutorado pode ser vista no sítio:

Gustavo Rigolin: Tese sobre estados quânticos emaranhados

Indico a tese acima para quem quiser conhecer com mais detalhe o teletransporte e emanharamento quânticos. E também a nova área tecnológica chamada computação quântica, que está intimamente ligada aos assuntos do presente tópico. Para baixar, basta entrar e preencher um pequeno cadastro na página do governo federal de de obras de domínio público.

Ultimamente, não sei se vocês ouviram falar, uns pesquisadores lá dos EUA conseguiram teletransportar um átomo de itérbio numa distância de um metro.

Ok. Mas como explicar toda essa coisa de teletransporte? A primeira coisa que deve ser entendida, é que o átomo não foi teletransportado no sentido "Jornada nas Estrelas". Na verdade, o que aconteceu foi que as características físicas daquele átomo foram transportadas para outro local, e uma espécie de "clone" idêntico foi criado em outro ponto do espaço. O que se chama de teletransporte quântico é, numa comparação grosseira, uma "clonagem à distância".

Para quem conhece os filmes da trilogia Matrix, se lembrará do agente Smith tomando posse de todos os seres humanos que ele encontra (i.e. as pessoas se transformavam numa cópia exata do agente Smith). Isso é o que seria o teletransporte quântico, se fosse permitido obter teletransporte na nossa escala de tamanho.

Infelizmente, ou talvez felizmente, o teletransporte só é possível na escala quântica, devido a um fenômeno chamado de emaranhamento, que tentarei explicar em rápidas palavras no próximo tópico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário