sábado, 24 de janeiro de 2009

Tributo ao Hubble

Poucos sabem, mas 2009 é o Ano Internacional da Astronomia. Estamos comemorando 400 anos em que Galileo Galilei utilizou um telescópio para fins científicos.

Existe uma personagem importantíssima em toda a comemoração: perto de completar 20 anos em órbita e também de se aposentar, o telescópio espacial Hubble é um dos ícones da vida de muita gente.

Com seu espelho de 2.4 m e sem o empecilho da atmosfera terrestre, foi capaz de obter imagens nunca antes vistas pelo ser humano. É talvez apenas superado pelos grandes telescópios de óptica adaptativa no Chile e no Havaí (p.ex. os Gemini).

As milhares de imagens capturadas foram inspiração para que muitos se apaixonassem por astronomia e para que muitos percebessem a beleza do nosso universo.

Ele mostrou de forma clara e belíssima: lindas nebulosas planetárias (as "orquídeas" do universo); galáxias de diversas morfologias; aglomerados nos confins do universo compostos de bilhões de galáxias; as evidências de que de fato os buracos negros existem; berçários de estrelas com suas colunas extraordinárias de gás alimentando a formação estelar.

Presto um tributo ao Hubble e abaixo algumas imagens que selecionei que já entraram para a história da humanidade, com os devidos créditos do sítio da Nasa http://hubblesite.org/

Clique para ver (em ordem da esquerda para direita):

1.Hubble Deep Field (a descoberta de bilhões de galáxias), 2.detalhes do Deep Field, 3.Os Anéis de Urano, 4.Imagens de Saturno de 1996 a 2000, 5.Detalhes da nebulosa planetária do olho de gato, 6.A Galáxia do Sombrero no Infravermelho, 7.Primeiras imagens de um Buraco Negro (cercado de poeira no centro da galáxia NGC 7052), 8.Lentes Gravitacionais no Aglomerado Abell 1689, 9.Pilares de Gases de Formação Estelar


Nenhum comentário:

Postar um comentário