segunda-feira, 9 de agosto de 2010

A cruel máfia do instituto IBOPE

Estou eu tranquilo em casa, aqui no Paraná, me aprontando para viajar a São Paulo, quando o telefone toca.

Pesquisa IBOPE.

A pergunta: "Se a eleição fosse hoje, em quem você votaria para governador do Paraná?"

Minha resposta: "Ninguém, meu título não é do Paraná."

Segunda pergunta: "Sejam os candidatos: Beto Richa, Osmar Dias, Amadeu Felipe, Luiz Bergmann e Paulo Samuni; em quem você votaria se a eleição fosse hoje?"

Minha resposta: "Eu já disse: ninguém!"

E o IBOPE pergunta: "Como assim ninguém?"

E respondo: "A Sra. poderia por favor então registrar aí: Voto Nulo?"

IBOPE: "OK. Agora gostaria de lhe perguntar: Você sabia que o candidato do PDT, Osmar Dias, é ligado ao PT e ao MST? Isso lhe dá uma boa impressão do candidato ou uma má impressão?"

Eu, depois de dar uma risadinha em pensamento: "Uma ótima impressão!"

IBOPE: "Você votará nele?"

Eu: "Eu já disse: Voto Nulo!!!!"

IBOPE: "Agora, dentre os candidatos listados, quem você acha que terá maior capacidade de realizar mudanças no Paraná?"

Eu: "Minha cara, nenhum deles realizará mudanças: já existe um planejamento de estado que não pode ser muito alterado. "

Hoje, duas semanas depois, vejo na internet que o IBOPE divulgou a pesquisa: Beto Richa está com 46% e Osmar Dias com 33%.

E quase agora, na hora do almoço, o telefone toca: Beto Richa ligou para mim, agradecendo o apoio! Claro que foi uma mensagem gravada. Mas quem deu o meu telefone para a equipe do Beto Richa fazer esse tipo de invasão na minha casa????

O IBOPE é no mínimo um instituo desconfiável.

Como pode apontar em suas pesquisas que um candidato é ligado ao MST, fazendo assim "propaganda negativa" num Estado que vê o MST como o movimento de Satanás?

Não sou favorável às invasões do MST, mas considero o movimento legítimo e que ao menos levanta perenemente reflexões sobre a reforma agrária entre governantes e sociedade.

Fica aqui portanto o meu repúdio ao IBOPE, instituto programado para criar pesquisas tendenciosas e incutir na cabeça do eleitor conceitos errôneos sobre determinados candidatos.

2 comentários:

  1. Certeza que era o IBOPE? Como saber?

    ResponderExcluir
  2. Pois é,
    Não tenho certeza. Poderia ser alguém da própria acessoria do Beto Richa, tentando criar influência entre os eleitores... Porém se sabe que o IBOPE faz pesquisas via telefone. Então fica a dúvida.

    ResponderExcluir