sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Cachorrinhos

Abaixo um vídeo com meus cachorrinhos. São da raça border collie.

Juro que é a última de política do mês

Aristóteles já dizia que o homem é um animal político. E já que estamos à beira da eleição, não consigo me segurar. Só mais umazinha. Ou melhor "duazinhas".

A primeira, todos já sabem: Roriz, candidato a governador do DF, desistiu da eleição e colocou a esposa no lugar. Como é que o STF pôde empatar a votação?

A segunda, coisa que me parece bem interessante, dado que considero Pedro Simon e Cristovam Buarque duas singularidades dentro do Senado (basta assistir à TV Senado para perceber isso), vem de uma notícia da Folha Online de hoje:

"O senador Pedro Simon (PMDB-RS), cujo partido apoia a presidenciável Dilma Rousseff (PT), vai declarar nesta sexta-feira apoio à candidata do PV ao Planalto, senadora Marina Silva.

Os dois farão pronunciamento conjunto nesta tarde, em Porto Alegre, informou o comitê de Marina.

No último dia 7, Simon disse ao jornal "Zero Hora" que a eleição de Dilma era "o melhor para todos".

Durante a campanha, Marina citou Simon diversas vezes ao falar da ideia de uma constituinte para a reforma política."

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Em defesa da ética!

Estou eu aqui assistindo ao vivo ao julgamento de Joaquim Roriz e à análise do projeto Ficha Limpa pelo Supremo Tribunal Federal, a Corte Máxima do Judiciário brasileiro.

Palavras do Ministro Gilmar Mendes: "Este texto me preocupa e pode gerar instabilidade na política. Me preocupa muito e pode chegar a limites incontroláveis". E ainda: "Sr. Presidente, não me importa se esta é uma lei de iniciativa popular; o que ninguém está discutindo aqui é sobre a constitucionalidade. Popular pelo popular vamos chegando ao fascismo". Repetindo: "Não me importa que seja um lei de iniciativa popular".

Já faz 2 horas que Gilmar Mendes está relatando a sua posição. E fico me perguntando, como um Ministro do STF consegue dizer que o Ficha Limpa dá medo?

Depois dessa, vou parar de falar em política. Faz tempo que não posto algo sobre Ciência Exata. Para refrescar a cabeça.

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

É amigo paulistano... É melhor deixar o carro em casa e ir de galinha ao trabalho.

Segundo a SOS Mata Atlântica, a velocidade média na hora do rush em São Paulo é de 15 km/h. Apenas 1 km/h a mais do que uma galinha.

Com a diferença de que um carro em S. Paulo emite em média 5 toneladas de CO2 por ano (pense comigo: 5 mil quilos de gases poluentes!). Já uma galinha emite um punzinho de vez em quando.

Serra promete 13. salário do bolsa família

O que pensar do assunto?

Na hora do vai ou racha, está valendo de tudo.

domingo, 19 de setembro de 2010

TAMIFLU ou o blog Coimbra Viajando tinha razão

Leia atentamente a seguinte postagem:

http://coimbraviajando.blogspot.com/2010/08/gripe-ou-como-ganhar-dinheiro.html

Sra revista VEJA. Perca o medo de vez e faça uma investigação séria sobre os Corruptores. Corruptos são como a Eva no paraíso. Corruptores são como o demônio vestido de serpente. Culpar Eva por todos os pecados é no mínimo falta de conhecimento ou então MEDO do sr. demônio vestido de cobra.

Palavras que os brasileiros não conhecem...

Se o FHC tivesse dado à população brasileira aquilo que o Cristovam Buarque diz (um surto exagerado de EDUCAÇÃO, aviso também válido a Lula et al.), muito provavelmente a campanha do Serra seria outra.

As pessoas conseguiriam entender o que significa "quebra de sigilo fiscal", "tráfico de influência", "venda emergencial sem licitação" e tantos outros jargões.

E enquanto isso, a Universidade de Pohang (Coreia) entra na lista das 20 melhores universidades do mundo (jornal inglês Times). E as do Brasil não aparecem nem entre as 200 primeiras.

Agora, a única coisa que pode ser dita a essa corja do PSDB é:

XUPA!

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Golpe Lunus... PHA tem razão.

É lógico que o PT não é santo. Mas o Paulo Henrique Amorim tem razão.

Depois da descoberta de que a empresa de Verônica Serra (filha de José Serra) e de sua sócia Verônica Dantas (irmã do banqueiro Daniel Dantas) chegou a quebrar o sigilo de cerca de 60 milhões de pessoas (considerada uma das maiores quebras de sigilo do mundo), fiquei com a pulga atrás da orelha. Por 15 dias, a empresa das damas acima abriu o sigilo bancário de 60 milhões de brasileiros. Provavelmente o meu e o seu!

É tudo farinha do mesmo saco... Veja essas informações!

Além disso, veja o que diz o PHA sobre as manipulações tucanas:

"A Operação Lunus está em marcha.

O Golpe de hoje – Erenice – deleta o de ontem – o sigilo.

O de amanhã deletará o da Erenice, já demitida.

E se encerrará na edição de 1o. de outubro do jornal nacional, para quando, provavelmente, se reservará o Golpe mais baixo – sem que a Dilma conte com o horário eleitoral para refutar."

Todas estas denúncias é merda que caiu no ventilador. Só que as pessoas já estão tão encharcadas de merda (por incompetência inclusive do sr. FHC e PSDB), que não percebem a gravidade do assunto. A Erenice, segundo consta, tinha uma empresa de arapongagem (acredite se quiser). Mas não deve ser só a Erenice. Vai lá no Maranhão que você perceberá que a família Sarney (PMDB, aliados do PT) tem todo o seu esquema de arapongagem. Vá até a Bahia e verá os esquemas da família do ACM (DEM, aliados do PSDB). Vá até Santa Catarina e perceberá que a família Amin (PP, "aliados" do PT) tem sim seus esquemas de arapongagem. Vá até o Rio Grande do Sul e haverá grande chance de Yeda Cruzius (do PSDB) ter os seus esquemas de arapongagem.

Arapongagem, caro leitor, significa a tentativa inescrupulosa de trazer a nós o Big Brother de George Orwell. E se você sabe do que eu estou falando vai concordar que isso não é bom para ninguém!

Nesse ponto, caro PHA, você realmente tem razão sobre a operação Lunus. Mas o PT, pelo menos a sua corrente majoritária, tem as suas estratégias meio atropeladas de poder, que na minha visão, não são muito saudáveis para o futuro de um país.

Por isso, acho que deveríamos despolarizar essa eleição de uma vez e dar uma chance a partidos como o PV e o PSOL.

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

1984 NOW

Quebra de sigilos não causa repercussão em redes sociais.

Por que será? Estamos tão anestesiados com novelas, futebol e Lady Gaga que não paramos para pensar na gravidade do assunto?

Tudo o que será dito abaixo tem plena ciência do fato de que PSDB et al. estarem cavando desesperadamente, de forma apelativa e com uso maciço da imprensa, toda a lama petista que não tenha intersecções com tucanos.

Vamos lá.

Sempre fui fã do Lula. Em 2003 eu estava lá, frente a frente com ele, diante da tribuna de honra, no discurso de posse.

Sempre fui crítico ácido do DEM, antigo PFL.

Mas agora... Tenho medo que a famosa "Noite das Facas Longas" se repita em solo verde amarelo, solo que nunca imaginei que pudesse ser contagiado por ufanismos nazi-fascistas... E ainda mais vindos de alguém que pertence (ou pertencia?) ao lado "esquerdo" da força...

Big Brother, Big Brother... Where's your inescrupulous eyes?

E assim, continuo o meu caminho em que escrevo "Nada a Declarar" na minha Declaração de Bens. Que quebrem a cara todos aqueles que quebrarem o meu sigilo.

Ouça quem tem ouvidos de ouvir...

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Eles estavam usando nosso dinheiro!

O governador do Amapá, Pedro Paulo Dias (PP), o ex-governador do Estado Waldez Góes (PDT) e mais 16 pessoas foram presos temporariamente na manhã desta sexta-feira (10) durante uma operação da Polícia Federal no Estado. A Operação Mãos Limpas investiga integrantes de uma suposta organização criminosa composta por servidores públicos, agentes políticos e empresários que praticava desvio de recursos públicos do Estado (dinheiro dos moradores do Amapá) e da União (dinheiro meu e seu, caro leitor).

Dias assumiu o governo este ano após a saída de Góes, que é candidato ao Senado Federal. O atual governador é candidato à reeleição ao governo do Estado. Ambos são da coligação "O trabalho precisa continuar", composta por PP, PRB, PDT, PSL, PR, DEM, PHS, PCdoB e PTdoB (dá para entender o mote ideológico dessa coligação?).


Segundo a PF, a investigação mostra que há indícios de um esquema de desvio de recursos do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação) e do Fundef (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério) para a Secretaria Estadual de Educação.


Enfim, "o trabalho precisa continuar" é uma coligação onde já se percebeu a que tipo de trabalho eles estão se referindo. Anotem os nomes acima e lembrem-se que eles estavam usando o meu e o seu dinheiro. E ainda mais: roubando o dinheiro das criancinhas. O que você faria se alguém ousasse roubar a bicicleta do seu filho? Pois é. Eles estavam roubando coisas ainda mais preciosas que uma bicicleta!


quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Herbicida causa má formação e efeitos teratogênicos



Provavelmente o herbicida mais conhecido pelos produtores seja o famoso GLIFOSATO. Mas o que é o glifosato?

Ele é um herbicida sistêmico e mata qualquer tipo de planta. Foi desenvolvido principalmente para matar ervas daninhas. É aplicado praticamente em todas as lavouras de forma extensiva. O objetivo de alguns produtos transgênicos é exatamente o de ser resistente ao glifosato na hora de sua aplicação. É o caso de diversas sojas transgênicas. A erva daninha morre e o que sobra é a soja transgênica.

A principal empresa fabricante do herbicida é a Monsanto, vendendo-o sob o nome Roundup. E a principal empresa fabricante de transgênicos resistentes ao Roundup é também a Monsanto.

Em agosto foi publicado na grande revista Chemical Research in Toxicology um artigo experimental sobre o assunto (veja abaixo, em inglês) por uma equipe de químicos liderada pelo argentico Andrés Carrasco. O impacto da publicação gerou diversos protestos entre agrônomos e agricultores argentinos. A equipe do Prof. Carrasco chegou a ser espancada em uma palestra sobre o assunto no mês passado.

A principal crítica alegada pelos defensores do glifosato era a de que o estudo ainda não havia sido publicado em um periódico relevante e, portanto, não teria valor científico.

Finalmente, em 09 de agosto o artigo foi publicado pela Sociedade Americana de Química (ACS, na sigla em inglês) -- que conta com mais de 160 mil membros e é referência mundial --, assinado por toda a equipe científica de Carrasco, legitimando-o definitivamente.

Durante 30 meses os pesquisadores estudaram o efeito do glifosato em embriões de anfíbios e frangos. O estudo intitulado “Herbicidas a base de glifosato produzem efeitos teratogênicos em vertebrados interferindo no metabolismo do ácido retinoico” confirma as deformações produzidas pelo veneno em concentrações até 5 mil vezes menores do que as do produto comercial (500 menores do que as utilizadas na agricultura).

Provavelmente você não ouvirá falar disso no Jornal Nacional ou na Veja. E provavelmente, se você for aluno de agronomia de alguma universidade, ouvirá do seu professor que tudo o que acabo de dizer não tem confirmação em humanos.

E assim, a vida é... Vamos comendo herbicida que comprovadamente produz deformações em embriões e nada será feito quanto ao assunto. Ou você que está lendo a notícia dará o primeiro passo? A pergunta é: como dar o primeiro passo? A resposta: valorizando a produção orgânica e questionando a salubridade do agronegócio.

Clicando na figura abaixo você poderá ler o resumo do artigo (em inglês) ou para ler o artigo completo acesse a página da revista aqui.

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Estudante desenvolve método para degradar sacola plástica




Um garoto canadense de 16 anos fez o que pesquisadores muito bem pagos no mundo todo não conseguiram e agora pode ser considerado herói da ecologia.

As sacolas plásticas são um dos grandes vilões do meio ambiente na atualidade, além de demorarem 100 a 200 anos para se decomporem nos aterros

sanitários suas moléculas plásticas podem demorar até 1000 anos para se degradarem nos elementos básicos, e o mundo produz cerca de 500 bilhões destas sacolas por ano.

Além disto elas entopem canos e bueiros nas cidades, provocando alagamentos e inundações e também matam animais que

as ingerem por acidente, uma baleia foi encontrada morta com mais de 100Kg de sacolas plásticas no estômago, só

para ter uma idéia de que o problema vai muito mais longe do que os lixões e encanamentos e

ntupidos nas cidades.


A idéia

Pensando neste problema, um estudante canadense chamado Dani

el Burd, de apenas 16 anos, desenvolveu um raciocínio muito lógico e à princípio bem simples e que foi apresentado na Feira de Ciências Escolar Nacional em Ottawa, Canadá.

Se uma sacola plástica for deixada no solo ela vai ser decomposta com o tempo, pode levar séculos, mas será decomposta. Então, o que a decompõe?

Partindo deste raciocínio e com a idéia de que o processo de degradação do plástico era de origem bacteriana ele montou seu primeiro experimento que consistia em isolar o microorganismo responsável por esta degradação, e não é fácil porque esta bactéria não existe em grande quantidade na natureza.

O método

Ele moeu as sacolas plásticas até virarem um pó, juntou água da torneira e fermento de pão, misturou tudo e juntou terra do quintal mesmo, tudo isto dentro de um recipiente a 30 graus. A cada 4 semanas ele removia uma amostra da mistura e colocava em uma nova preparada da mesma forma, com isso aumentando a concentração de bactérias. Depois de 3 meses ele filtrou a cultura bacteriana e colocou em 3 frascos contendo tiras de sacolas plásticas, como controle ele fez um quarto frasco com a cultura fervida (bactérias mortas). Em 6 semanas as amostras de plástico nos frascos de cultura tinham perdido 17% de sua massa enquanto a amostra de controle continuava igual.

Refinando o processo

Com o uso de cultura em Placas de Petri com nutrientes ele acabou descobrindo 4 tipos de bactérias no solo e que duas delas funcionavam para degradar o plástico, juntando apenas as duas efetivas a eficiência do processo subiu para 32% em 6 semanas Se adicionar um pouco de acetato de sódio para alimentar as bactérias a 37 graus foram 43% de consumo de matéria plástica em 6 semanas, em pouco mais de um três meses ele supõe que todo o plástico estaria degradado.

Note, não é apenas desmontar a sacola em pequenos pedaços ou moléculas de plástico, mas sim destruir completamente, aquele processo que podia demorar até 1000 anos em apenas 3 meses. O garoto ainda testou o método em uma escala maior, com um balde cheio de sacolas e a efetividade foi a mesma, de modo que deve ser simples reproduzir o sistema em escala industrial e com baixíssimo custo.

E no fim das contas

Como prêmio ele ganhou 30 mil dólares e espero que tenha registrado o método para que possa ganhar alguma coisa com isto no futuro. Certamente existe espaço para otimização do processo mas assim como está já é algo fenomenal que ninguém tinha feito antes.

Fonte: TheRecord.com

domingo, 5 de setembro de 2010

Philip Glass e o filme "Nosso Lar"


Trecho de matéria publicada hoje na Folha Online:

""Nosso Lar", dirigido por Wagner de Assis e feito com R$ 20 milhões, narra a morte do médico André Luiz e a chegada de seu espírito a uma "colônia", em cenários repletos de efeitos especiais. A trilha sonora é de Philip Glass."

20 milhões torna "Nosso Lar" o filme brasileiro mais caro de todos os tempos. E também gostaria de repetir a última frase do trecho acima:

A trilha sonora é de Philip Glass.

Bem, apesar de ainda não ter assistido ao filme, já fico boqueaberto com o fato de termos Philip Glass na trilha do filme brasileiro. A qualidade da trilha pode não ser a melhor, ainda não tenho elementos para dizer algo, mas Philip Glass é alguém bastante reconhecido no meio erudito, um dos pais do chamado minimalismo musical. É como se no século XVIII o Brasil tivesse encomendado uma ópera a Carl Emanuel Bach, um dos inventores do estilo Rococó.

Isso confirma que mesmo os "blockbusters" brasileiros têm se empenhado em aumentar a qualidade de suas trilhas sonoras. Por exemplo, "Lula, o filho do Brasil" tem trilha sonora de Jacques Morelembaum (gigante da música brasileira!), "Chico Xavier" tem trilha sonoro de Egberto Gismonte (nem preciso dizer que considero um dos maiores compositores eruditos do nosso país) e agora vem "Nosso Lar" com Philip Glass.

O que posso dizer? No mínimo, PARABÉNS PELA OUSADIA!

------
No dia 16/09, após assistir ao filme:

Continuo com o meu "parabéns pela ousadia". No entanto, a trilha é muito fraca, e vê-se claramente que tanto Philip Glass como provavelmente C. E. Bach compuseram algumas baboseiras na vida...

Quanto ao filme? Um vinho que passou na mão da melhor vinícola, cuja uva de origem foi plantada no melhor solo, cuja safra foi das melhores. No entanto, esqueceram de envelhecer no barril de carvalho... Que pena...

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

O PT e suas estratégias

Dossiês e mais dossiês. Não vou assinar em baixo que realmente o PT mandou fazer dossiês sobre Deus e o mundo. No entanto, se os fez, foi por pura estratégia passada, quando ainda não se sabia quem iria concorrer à presidência e nem se sabia que Lula teria tanto peso na decisão.

Agora, passados mais de um ano, o PT deve estar se arrependendo profundamente de ter mandado fazer os tais dossiês. Quem saberia dizer que Dilma ficaria na frente, tão à frente, nas pesquisas?

Votar em Serra me dá um grande pavor.

Votar em Dilma me traz diversas desconfianças. Quem se sente seguro diante do fantasma de ter o seu sigilo fiscal quebrado a qualquer momento? Se isso te lembra a ditadura militar você está começando a compreender onde quero chegar.

E é impressionante como a Globo veicula notícias atrasadas como se fossem coisas que acabaram de sair do forno. As tais quebras de sigilo já existem há meses. Todos sabem disso. E só agora a divulgação em massa é feita. O resultado é que a Globo encomendou uma pesquisa eleitoral entre os dias 31/08 e 02/09, período em que o escândalo fora abordado. E o resultado? Nada mudou: Dilma 51% e Serra 27%. E sabe por quê? Porque a Globo investe tanto em educação em sua programação que o povo sabe muiiiito bem o que significa "quebra de sigilo fiscal". Pode perguntar para o Zezinho da esquina que ele, fã do Faustão e de todas as novelas, aprendeu direitinho o que é a quebra de sigilo. Xupa Bonner!