sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

O circo romano continua a todo vapor. E os Césares o defenderão até o fim.

Repassado pelo amigo Cláudio Barreto
 ------
O Projeto Esperança Animal (PEA) ajuizou Reclamação (RCL 11292) no Supremo Tribunal Federal contra decisão da Justiça de São Paulo que impediu a vinculação dos organizadores da Festa do Peão de Boiadeiro de Barretos com a tortura ou maltrato de animais e a condenou ao pagamento de indenização por dano moral. A entidade alega “manifesta e odiosa censura judicial à liberdade de expressão do pensamento” e pede que o STF suspenda liminarmente a determinação e casse em definitivo a decisão – que também é objeto de recurso ordinário.

A ação originária foi movida na Justiça paulista pela associação “Os Independentes”, promotora da Festa do Peão, contra a ONG, que promoveu campanha, principalmente em seu site na internet, contra o uso de animais em rodeios. A entidade alegava que a ONG teria enviado diversas mensagens e e-mails aos patrocinadores da festa dissuadindo-os a não patrocinar os rodeios e vinculando o evento à tortura de animais. As críticas diziam respeito, principalmente, à utilização do “sedém”, artefato que causa desconforto ao animal e o leva a saltar, corcovear e escoicear.

A sentença de primeiro grau vedou a vinculação da Festa de Barretos à tortura de animais, e determinou que a PEA, “em toda e qualquer mensagem relacionada com a realização do rodeio”, faça “expressa menção que na Festa do Peão de Boiadeiro não há maltrato a animais” e fixou indenização por dano moral. O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ/SP), ao apreciar apelação cível, “manteve a censura e elevou a indenização” – decisão que, para a entidade, “não passa de repugnante censura para proibir a divulgação de opinião que contraria o poder econômico” dos promotores do rodeio.

Na ação apresentada ao Supremo, o Projeto Esperança Animal se define como entidade não governamental voltada para a proteção da fauna brasileira, e afirma que a promotora da festa, “embora sem negar o uso de animais e de artefato que os fazem corcovear, postulou que a Justiça impusesse um ‘cala boca’ pelo mero exercício do direito de crítica, impedindo-a de exercer sua atividade”. O principal argumento da ONG é a decisão do STF no julgamento da ADPF nº 130, “firmando a impossibilidade de censura, ainda que pelo Poder Judiciário”, e declarou a incompatibilidade da Lei de Imprensa com a Constituição Federal.

Para a organização, “o Brasil não vive ‘estado de sítio’, e a entidade tem o direito de defender legítima causa social e ser contra rodeios em geral”. Sustenta que sua atividade, “reconhecidamente de interesse da ‘coletividade em geral’, sobrepõe-se a ‘eventuais suscetibilidades’, principalmente de caráter meramente econômico”, e que a matéria vai além do interesse das partes. "Se a censura vale para o presente caso, valerá para todos os demais”, afirma.

O relator da Reclamação é o ministro Joaquim Barbosa.

sábado, 19 de fevereiro de 2011

Tempestade solar em curso... Mas 2012 será igual ao ano 1000, tranquilo e sem incidentes...

Enviado pelo amigo Leandro Pêgas, da equipe do "Astronomia para Todos" da UFPR. Da redação do portal Yahoo! Brasil de 18/02/2011.

---


A Nasa, agência espacial norte-americana, emitiu comunicado na tentativa de acalmar os ânimos a respeito da erupção solar de segunda-feira (14), que está atingindo a Terra desde quinta (17). Segundo o site Inovação Tecnológica, a divulgação sobre a atividade do sol causou tanto temor que a Nasa resolveu colocar na página do site da agência comunicado dizendo que nada grave ocorrerá no planeta.

"A nuvem de partículas produzida pelo evento no Dia dos Namorados (data comemorada nos Estados Unidos e em outros locais do mundo) parece ser bastante fraca e não produzirá quaisquer efeitos fortes na Terra, à exceção, talvez, de algumas belas auroras em latitudes altas do norte e do sul do planeta," diz o comunicado. A tempestade foi anunciada como sendo a maior dos últimos anos, estimulando o boato de que o mundo irá acabar em 2012 - data do final do calendário maia.

Apesar da intensa atividade solar ter acontecido na segunda, as partículas geradas pela erupção só chegaram à Terra ontem. Isso porque elas viajam relativamente "devagar" a uma velocidade de cerca de 900 km/segundo, mais lentamente do que a velocidade da luz (300 mil km/ segundo). Dessa maneira, os cientistas conseguem checar tempestades solares dias antes de suas partículas alcançarem a Terra. 

domingo, 13 de fevereiro de 2011

Projeto de Lei sobre salários de Deputados, Senadores e Presidente

Enviado por email pelo amigo Cláudio Barreto

PROJETO DE LEI N° 55, DE 2011
(da Sra. Luiza Erundina)

Institui o referendo popular obrigatório para a fixação dos subsídios do Presidente da República e dos membros do Congresso Nacional

O CONGRESSO NACIONAL decreta:

Art. 1º. Os atos legislativos que fixarem o subsídio do Presidente da República e dos membros do Congresso Nacional serão obrigatoriamente submetidos a referendo popular, na forma do disposto nos artigos 14, II e 49, XV da Constituição Federal.
Art. 2º. Esta lei entra em vigor na data de sua publicação.

JUSTIFICAÇÃO

A Constituição Federal abre-se com a declaração de que a República Federativa do Brasil constitui-se em Estado Democrático de Direito, onde todo o poder emana do povo (art. 1º e seu parágrafo único).

Em Estados dessa natureza, os agentes políticos eleitos pelo povo não têm legitimidade para fixar, sem o consentimento do povo que os elegeu, as condições de sua relação subordinada ao soberano, em especial o montante dos subsídios a que fazem jus pelo exercício desse múnus público.

A Constituição Federal determinou, em seu art. 14, II, que a soberania popular é exercida, entre outros instrumentos, por meio de referendo. Trata-se da aprovação, dada pelo povo, a atos dos órgãos estatais e agentes públicos, notadamente as leis votadas pelo Congresso Nacional.

O presente projeto torna obrigatória a prática do referendo popular em matéria de fixação de subsídios do chefe do Poder Executivo e dos integrantes do Congresso Nacional, dando assim plena aplicação ao princípio democrático que fundamenta a nossa ordem constitucional.

Sala das Sessões, em

LUIZA ERUNDINA (PSB-SP)

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Álcool mata mais que violência e Aids


"Nóis trupica mais num cai."

Se alguém por favor puder avisar para essas duplas sertanejas patéticas, eu ficarei agradecido. Só para ver se esses jovens dementes começam a pensar em outra coisa além de cachaça e barril de chope.

A informação vem da Organização Mundial de Saúde (OMS). Abaixo notícia completa veiculada pela Reuters hoje. Fonte: Folha de S. Paulo.



-----
O álcool causa quase 4% das mortes no mundo todo, mais do que a Aids, a tuberculose e a violência, alertou a OMS (Organização Mundial da Saúde) nesta sexta-feira.

O aumento da renda tem provocado o consumo excessivo em países populosos da África e da Ásia, incluindo Índia e África do Sul. Além disso, beber em excesso é um problema em muitos países desenvolvidos, informou a agência das Nações Unidas.

No entanto, as políticas de controle do álcool são fracas e ainda não são prioridade para a maioria dos governos, apesar do impacto que o hábito causa na sociedade: acidentes de carro, violência, doenças, abandono de crianças e ausência no trabalho, de acordo com o relatório.

Cerca de 2,5 milhões de pessoas morrem anualmente por causas relacionadas ao álcool, disse a OMS em seu "Relatório Global da Situação sobre Álcool e Saúde".

"O uso prejudicial do álcool é especialmente fatal em grupos etários mais jovens e beber é o principal fator de risco de morte no mundo entre homens de 15 a 59 anos", afirma o relatório.

Na Rússia e na CEI (Comunidade dos Estados Independentes), uma em cada cinco mortes ocorre devido ao consumo prejudicial, a taxa mais elevada do planeta.

A bebedeira, que muitas vezes leva a um comportamentos de risco, agora é prevalente no Brasil, Cazaquistão, México, Rússia, África do Sul e na Ucrânia, e está aumentando entre outras populações, segundo a OMS.

"Mundialmente, cerca de 11% dos consumidores de álcool bebem bastante em ocasiões semanais; os homens superam as mulheres em quatro a cada uma. Eles praticam constantemente um consumo de risco em níveis muito mais elevados do que as mulheres em todas as regiões", disse o relatório.

Em maio passado, ministros da Saúde dos 193 países-membros da OMS concordaram em tentar conter o consumo excessivo de álcool e de outras formas crescentes do uso excessivo por meio de altos impostos sobre bebidas alcoólicas e restrições mais rígidas de comercialização.

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Conversa entre um pai e seu filho

-- Pai, quando eu crescer quero ser igual ao tio Carlos. Andar de bicicleta e não comer carne.

-- Filho, é melhor não. Será uma vida triste e solitária.

A criança não entendeu a resposta, entrou no carro e foram-se embora para o show rural em Cascavel...

Ode an die Freude (Hino à Alegria) -- Friedrich Schiller (1785)

Freude, schöner Götterfunken (Alegria, mais belo fulgor divino,)
Tochter aus Elysium, (Filha do Elíseo,)
Wir betreten feuertrunken, (Ébrios de fogo entramos)
Himmlische, dein Heiligtum! (Em teu santuário celeste!)
Deine Zauber binden wieder (Teus encantos unem novamente)
Was die Mode streng geteilt; (O que o rigor da moda separou;)
Alle Menschen werden Brüder, (Todos os homens se irmanam,)
Wo dein sanfter Flügel weilt. (Onde pairar teu vôo suave.)
Wem der große Wurf gelungen, (A quem a boa sorte tenha favorecido)
Eines Freundes Freund zu sein; (De ser amigo de um amigo,)
Wer ein holdes Weib errungen, (Quem já conquistou uma doce companheira)
Mische seinen Jubel ein! (Rejubile-se conosco!)
Ja, wer auch nur eine Seele (Sim, também aquele que apenas uma alma,)
Sein nennt auf dem Erdenrund! (possa chamar de sua sobre a Terra.)
Und wer's nie gekonnt, der stehle (Mas quem nunca o tenha podido)
Weinend sich aus diesem Bund! (Livre de seu pranto esta Aliança!)
Freude trinken alle Wesen (Alegria bebem todos os seres)
An den Brüsten der Natur; (No seio da Natureza:)
Alle Guten, alle Bösen (Todos os bons, todos os maus,)
Folgen ihrer Rosenspur. (Seguem seu rastro de rosas.)
Küße gab sie uns und Reben, (Ela nos dá beijos sabor uva,)
Einen Freund, geprüft im Tod; (Uma amiga provada até a morte;)
Wollust ward dem Wurm gegeben, (Um prazer dado tanto ao verme)
Und der Cherub steht vor Gott. (Quanto ao Querubim que está diante de Deus!)
Seid umschlungen, Millionen! (Abracem-se milhões de seres!)
Diesen Kuß der ganzen Welt! (Enviem este beijo para todo o mundo!)
Brüder, über'm Sternenzelt (Irmãos! Sobre a abóboda estrelada)
Muss ein lieber Vater wohnen. (Deve morar o Pai Amado.)
Ihr stürzt nieder, Millionen? (Vos prosternais, Multidões?)
Ahnest du den Schöpfer, Welt? (Mundo, pressentes ao Criador?)
Such' ihn über'm Sternenzelt! (Buscais além da abóboda estrelada!)
Über Sternen muss er wohnen. (Sobre as estrelas Ele deve morar.)

Musicada por Ludwig van Beethoven em 1824:




segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Triste estatística do profano e do sagrado...

Existe um fato incontestável em qualquer cidade do Brasil. Seja ela grande ou pequena.

Em cada esquina podem-se encontrar centenas de igrejas e ao mesmo tempo centenas de bares (ou botecos).

Uma coisa está relacionada à outra?

A minha tese: uma coisa tem total correlação com a outra!

As pessoas não toleram sofrimento ou solidão. E em geral buscam o contato social e a aceitação social de muitas formas.

Uma das formas: ir ao boteco mais próximo e tomar umas cervejinhas, ou litros de cachaça, jogar conversa fora, dar umas tacadas no bilhar...

A outra forma: entrar em uma das igrejas universal ou aquela mais próxima de sua casa, e louvar a Deus e pagar o dízimo e cantar e conversar com os frequentadores, fazendo a amizade e o círculo social.

Coisas do ser humano... Nenhum problema nisso...

No entanto, tente contar quantas igrejas e bares existem em sua cidade.

Agora, tente contar quantas escolas ou museus ou teatros há em sua cidade.

Existe ou não existe uma desproporcionalidade na busca entre cultura versus religião e cultura versus alcoolização?

É bom pensar um pouco no assunto porque muitos dos problemas sociais estão escondidos por trás dessas discrepâncias. Por exemplo, pessoas convertidas podem facilmente se "enjoar" da igreja e voltar àquela velha "vida de cachaça" e encontrar nos bares o caminho da salvação psicológica. A mesma pessoa tempos depois pode se "enjoar" do bar e voltar à igreja e se tornar um cristão "exemplar", quando na verdade está encontrando um caminho alternativo de fuga.

E de fuga em fuga, as pessoas nunca se auto-realizam integralmente.

Como escapar dessa matriz de ciclo vicioso? É muito difícil encontrar a resposta. A forma mais simples que as pessoas encontram é ver TV, entrar na internet, encontrar outras formas de lazer.

Tudo isso não tem problema algum do meu ponto de vista. Meu único questionamento é que a qualidade das fontes de lazer é extremamente medíocre nesse nosso país. Poucos têm oportunidade de ouvir orquestras em praça pública, ter sessões de cinema que ultrapasse o circuito comercial, competições esportivas em diversas modalidades e a lista é infinita e repleta de itens.

Não farei aqui a apologia da destruição de igrejas e bares. Ao contrário, para completar a presença de igrejas e bares, as alternativas acima talvez sejam uma solução para preencher esse vazio que existe nas pessoas e as deixam tão violentas. E que seja uma solução questionadora, sem os perversos traços de alienação vistos nos canais de TV.

domingo, 6 de fevereiro de 2011

Panis et Circenses 2, ou "Coma futebol paulista e beba carnaval carioca"

Faz longa data que não assisto nada relacionado a futebol. Nesta última sexta-feira, fui almoçar num restaurante e lá estava passando aquele programa da Band apresentado por uma modelo loira. Esqueço o nome do programa e esqueço o nome da modelo.

Reunidos, alguns "comentaristas". Entre eles Neto e outros de quem não lembro o nome.

Assisti ao programa completo. 50% dele falou do Corinthias e sua derrota frente a um time de que não lembro. 30% falou de Rivaldo e do São Paulo. Os 20% restantes foram comentários sobre o Palmeiras como líder do campeonato.

Bem. Eu não sou lá um grande fã de futebol. Não porque não goste. Mas é um esporte rodeado de mercantilismo barato (caro, na verdade) e mercenário. Meu time no nordeste é o Náutico Capibaribe. No sul eu gosto do Internacional de Porto Alegre. No entanto, nunca assisto aos jogos destes times. E se eu assistisse, eu ficaria extremamente desgostoso pelo fato de termos um programa de televisão que se propõe a falar de futebol brasileiro mas só comenta sobre Corinthias, São Paulo e Palmeiras.

Desgosto geral.

P.S.: Os corinthianos que engulam até o fim essa derrota. Só sei que sofrer por futebol é algo no mínimo digno de idiotas.

P.S.2: Não bastasse essa categoria medíocre de Panis et Circenses, e mais a categoria BBB, agora teremos também que engolir carnaval carioca 24h por dia, em breve na Rede BoBBBoca de televisão.

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Saúde Global vista no estado da arte de uma simulação estatística

Este vídeo foi-me repassado pelo amigo Rafael Duarte. É uma apresentação de Hans Rosling para o canal BBC 4. Um dos melhores vídeos que eu já vi no youtube! E se você se questiona sobre "por que tecnologias verdes?", o vídeo explica muito bem, do ponto de vista humano, a vantagem sob o aspecto "saúde global".

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Processos gerados graças ao orkut, facebook, twitter e youtube...

Meu grande amigo Cláudio mandou-me email citando vários exemplos de processos ocorridos depois que certas pessoas postaram informações de má fé na internet.

Eu ri à beça por causa da seguinte informação:

As empresas têm ficado de olhos nos perfis de seus funcionários. Dois rapazes, um da região de Campinas (SP), outro de Piracicaba (SP), acabaram demitidos por justa causa após postagens inconsequentes.

O primeiro publicou no Orkut que estava furtando notas fiscais da empresa onde trabalhava. O segundo postou no YouTube um vídeo em que dava cavalos de pau com a empilhadeira da empresa.


Coisas dos novos tempos...