sábado, 22 de dezembro de 2012

Duas versões com instrumentos originais do Magnificat de Bach

Para comparação, duas versões do Magnificat de Bach (BWV 243), tocado por duas orquestras que preservam a qualidade musical barroca com instrumentos originais de época.

A primeira, contendo apenas o primeiro coro da obra, é uma versão da Academy of Ancient Music de Cambridge, que conheci pessoalmente e acredito que seja detentora de uma grande bagagem no ramo da orquestração com instrumentos originais. A orquestra já ganhou Grammy e Brit Awards. A direção é de Richard Egarr.

A segunda versão contém a obra inteira, e é interpretada pela Concentus Musicus de Viena, dirigida por Nikolaus Harnoncourt. Nunca assisti ao vivo um concerto desta orquestra, mas tenho acompanhado muitas interpretações através de DVDs e do próprio youtube. Também utiliza instrumentos de época e já levou os prêmios Gramophone e Cannes.



Academy of Ancient Music


Concentus Musicus

Alinhamento planetário?

Durante os dias ao redor do 21/12/2012, a data do fim do mundo que não deu certo, como esperado, tem-se falado de alinhamento dos planetas, do Sol, da Lua e da estrela Alcyone (de Touro).

E se diz que esse alinhamento com Alcyone é vital pois ela está no centro da galáxia e proporcionaria o aumento da paz interior.

Não gosto de ser um estraga prazeres, mas a dura verdade é que tais alinhamentos não ocorrerão por estes dias. E nem daqui há alguns anos ou centenas de anos.

Hoje, por exemplo, há alguns alinhamentos no céu. Mas nada muito significativo, conjunções muito esparsas.

O Sol está por enquanto um pouco alinhado a Mercúrio, Vênus e Marte (conforme figura abaixo, clique na imagem). Alcione não está no centro da galáxia (se estivesse não seria visível da Terra) e por enquanto há um leve alinhamento dela com Júpiter.

A paz interior provavelmente também não será melhorada por causa de um alinhamento. Acredito muito mais que ela é melhorada se praticando o silêncio, a meditação e o conhecimento de si mesmo...


quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Jovens americanos perdem interesse por carro

Segundo artigo do New York Times, os jovens nos Estados Unidos estão cada vez menos preocupados em ter carros. O artigo cita uma pesquisa da MTV Scratch sobre o fato e a preocupação da GM sobre a queda de produção.
"Em uma pesquisa realizada com 3 mil consumidores nascidos entre 1981 e 2000 – geração chamada de ‘millennials’ – a Scratch perguntou quais eram as suas 31 marcas preferidas. Nenhuma marca de carro ficou entre as top 10, ficando bem abaixo de empresas como Google e Nike”, diz o artigo.
Além disso, narra o artigo, 46% dos motoristas de 18 a 24 anos declararam que preferem acesso a Internet a ter um carro, segundo dados da agência Gartner.
O que parece é que os interesses e as preocupações mudaram e as agência de publicidade estão correndo para entendê-los e moldá-los, mais uma vez.
O artigo ainda coloca que o jovem prefere o transporte público, a bicicleta e opções que favoreçam o meio ambiente.

Para ler mais veja clique aqui (artigo original em inglês).

domingo, 24 de junho de 2012

Gênios da música do século XXI: José Antonio Abreu

Músico venezuelano nascido em 1939, vencedor de diversos prêmios internacionais. Iniciou um projeto de educação musical para jovens e crianças na Venezuela, que gerou um boom de exportação de excelentes músicos.

Abaixo, uma de suas composições: "Sol que das vida a los trigos"

Essa música imediatamente me remeteu à sonoridade de Palestrina (compositor da Renascença, um dos maiores músicos de todos os tempos).

Gênios da música do século XXI: Keiko Abe

Keiko Abe, compositora japonesa nascida em 1937, especializada em composições para marimba e xilofone.

São composições a meu ver de alta expressão e beleza.

Abaixo, "Dream of the Cherry Blossoms" (Sonho das Pétalas da Cerejeira) para marimba.

Outro exemplo muito lindo e cheio de virtuosismo é a "Prism Rhapsody". Abaixo, tocada pela própria Keiko Abe e Orquestra de Mallorca.

Gênios da música do século XXI: Michel van der Aa

A primeira de uma série de postagens deste blog sobre destacados compositores da cena erudita ao redor do mundo do século 21.

Começando por Michel van der Aa, compositor e engenheiro de áudio holandês. Nascido em 1970, atualmente tem sua música tocada internacionalmente e é dono de cerca de trinta composições. Entre elas, três óperas e uma composição para teatro baseada nos textos do português Fernando Pessoa.

Abaixo, uma das composições mais admiráveis de van der Aa: "After Life", de 2006.

"After Life" começa em uma estação de trem no caminho entre o Céu e a Terra. Lá, guias espirituais têm menos de uma semana para ajudar um recém-morto através de suas memórias tal que possa se desprender da Terra e ser levado para o Céu. O foco da ópera é desenvolver a relação entre o Sr. Walter, um homem já velho e repleto de traumas indissolúveis, regado por uma vida monótona, e Aiden, o jovem guia designado para ajudá-lo. "After Life" explora a necessidade humana de descobrir o significado nos detalhes corriqueiros da vida cotidiana.

domingo, 10 de junho de 2012

Homenagem aos 30 anos de E.T.

Como homenagem aos 30 anos do filme "E.T., o Extraterrestre", aí vai, para deleite dos ouvidos, a famosa trilha sonora de John Williams (última parte -- "End Credits"), com o famoso tema do voo de bicicleta.

Este foi um dos primeiros filmes a que assisti no cinema. Lembro bem: no Cine Gazeta da Av. Paulista, no ano de 1982...

Os 30 anos de E.T.

Por Fernando Mexia para o Uol Cinema

O drama do pequeno extraterrestre E.T., perdido na Terra e empenhado em telefonar para sua casa, comoveu milhões de espectadores há 30 anos, tempo em que se consolidou como o melhor filme de alienígenas da história do cinema.

"E.T.: O Extraterrestre" estreou nos Estados Unidos em 11 de junho de 1982, poucos dias após ser apresentado no Festival de Cannes, entre os aplausos da crítica e do público.

A produção foi um sucesso de bilheteria e recebeu nove indicações ao Oscar - entre elas as de melhor filme, direção (Steven Spielberg) e roteiro - levando quatro prêmios: melhores efeitos especiais, melhores efeitos sonoros, melhor som e trilha sonora original, com a inesquecível composição de John Williams.

Um final feliz para um longa-metragem doce, que inicialmente foi concebido como um filme de terror na mesma linha de "Sinais" e "Poltergeist - O Fenômeno" e que tinha sido batizado como "Night Skies".

Naquela primeira versão, o inocente E.T., longe de se esconder em armários e fugir da Polícia em uma cesta de bicicleta, aterrorizava uma família junto com um grupo de seres de sua espécie perdidos na Terra.

Seu dedo luminoso, em vez de ter propriedades curativas, podia acabar com a vida daquilo que tocava.

Spielberg descartou essa ideia enquanto filmava "Indiana Jones e os Caçadores da Arca Perdida" (1981) e optou por dar um tom mais amistoso ao encontro com seres de outra galáxia, um enfoque que já tinha abordado em "Contatos Imediatos do Terceiro Grau" (1977).

O novo roteiro, que teve como nome "E.T. and Me", foi rejeitado pelos estúdios Columbia Pictures por considerar que não havia um público para esse tipo de filmes. Uma decisão que lamentariam mais tarde, já que o filme é até hoje um dos títulos mais rentáveis e emblemáticos da Universal Studios.

Na lista do American Film Institute dos cem melhores longas-metragens feitos em Hollywood, liderada por "Cidadão Kane", "E.T.: O Extraterrestre" ocupa o 24º lugar, na frente de qualquer filme de encontros com alienígenas.

Algo atípico na filmagem foi que Spielberg optou por gravar as cenas de forma cronológica, para ajudar no processo emocional das crianças protagonistas - entre elas estava Drew Barrymore, que tinha apenas seis anos -, que se envolviam cada vez mais com o estranho visitante.

Uma equipe de especialistas no manejo de marionetes, assim como vários atores anões, deram vida ao boneco de E.T., cujo rosto foi inspirado nas aparências de Albert Einstein e dos escritores Ernest Hemingway e Carl Sandburg.

Uma das curiosidades em torno deste filme foi sua relação com a saga "Guerra nas Estrelas", fruto da amizade entre Spielberg e George Lucas.

Na cena do Dia das Bruxas, pode-se ver uma criança vestida como o icônico mestre Yoda, e Lucas devolveu o gesto em 1999 em "Guerra nas Estrelas: Episódio I - A Ameaça Fantasma" que em uma de suas passagens mostra um grupo de seres iguais a E.T. representando sua espécie em uma reunião do senado galáctico.

Apesar do grande sucesso, Spielberg reconheceu que se arrependeu de alguns elementos do filme, como a cena em que as crianças são perseguidas por policiais com escopetas.

Em 2002, no 20º aniversário do filme, o diretor aproveitou as novas tecnologias para alterar os quadros e transformar as armas de fogo em walkie-talkies, uma decisão muito criticada e que o próprio Spielberg admitiu no ano passado que foi exagerada.

"Fui sensível demais, mas percebi que o que tinha feito foi roubar as lembranças de 'E.T.' das pessoas que amavam o filme", comentou o cineasta.

No 30º aniversário da estreia, os estúdios da Universal lançarão em outubro a primeira edição em blu-ray do filme, na qual será incluído o longa-metragem como foi exibido em 1982

O tema liberdade em "Fidelio"

Fidelio, a única ópera composta por Ludwig van Beethoven, traz o tema da busca da liberdade como tônica. Um dos momentos mais expressivos é aquele em que os presos políticos são libertados. Nessa cena, é entoado o coro "O welche Lust", que abaixo reproduzo, em homenagem à ideia universal de Beethoven de se utilizar a música como meio para espalhar a justiça entre os homens.

QUE FELICIDADE AO SAIR AO AR LIVRE!

sexta-feira, 8 de junho de 2012

Estudo mostra que de fato temperatura aumenta após aumento de CO2

Um artigo assinado por Jeremy Shakun da Universidade de Harvard, uniu dados da Antártida a outros registros pelo mundo. A pesquisa mostra que, ao final da era glacial, a ordem foi mesmo mais CO2 primeiro e temperatura aumentada depois.

Para ver o artigo completo de Jeremy Shakun, publicado na Nature de abril, vá para o link

Artigo de Jeremy Shakun


yummly.com

Meu principal hobby, além de escrever, ler, ouvir música e ir ao cinema, é cozinhar. Uma tarefa não muito fácil é encontrar um sítio na internet que dê de fato boas receitas e boas opções.

Em yummly.com encontrei exatamente o que eu precisava: centenas de receitas, todas elas dispostas em categorias. Além disso, você consegue filtrar a receita por características mais ajustadas a dietas como vegana, lactovegetariana, ovolacto, etc, etc.

Também, ao lado de cada receita, há uma tabela nutricional descrevendo as qualidades referentes aos ingredientes. O sítio está em inglês.

quinta-feira, 26 de abril de 2012

Código Florestal

Como votaram os deputados no caso do Código Florestal Brasileiro: SIM significa que deve-se preservar as matas ciliares nos rios. NÃO significa que não precisa ter matas ciliares nos rios.

Lista completa.

quarta-feira, 4 de abril de 2012

Crucifixão

Documentário do History Channel sobre os métodos de crucificação utilizados por vários povos antigos, entre eles, os romanos e a provável forma como teria sido a morte de Jesus. Também, os métodos modernos de crucificação infligidos em regimes no Japão e na Alemanha Nazista e mais atualmente no Sudão.

terça-feira, 27 de março de 2012

A interpretação da matéria escura via dimensões extras

A matéria escura, considerada um dos maiores problemas da física atual, seria uma espécie de matéria "não-palpável", tecnicamente falando não-bariônica, que constituiria cerca de 22% de todo o conteúdo do universo.

Aquilo que consideramos "matéria palpável" como cadeiras, árvores, animais, ar, luz, etc, ou seja, a matéria bariônica, constitui apenas 4% do que conhecemos. Veja, ao lado, o gráfico em pizza, coletado no site da Nasa, especificando aquilo que foi mensurado pelas últimas investigações do satélite WMAP.

Os 74% restantes é aquilo que chamamos de "energia escura".

Diante de tantas coisas escuras e desconhecidas -- prestem atenção para o fato de que desconhecemos 96% do universo! -- hoje publiquei, junto com o amigo matemático Roldão da Rocha, um preprint no arXiv intitulado "Dimensões extras e a interpretação da matéria escura: uma abordagem direta".

Veja o paper em http://arxiv.org/abs/1203.5736

Este artigo trata da possibilidade de que a matéria escura seja apenas o desconhecimento que temos acerca da estrutura do espaço-tempo. Há diversas possibilidades que abordam uma gravitação modificada por algum campo extra para explicar a matéria escura. Duas das teorias de gravitação modificada mais famosas são as chamadas MOND e TeVeS, que modificam a gravitação para certos domínios de escala.

No caso do artigo do arXiv presentemente publicado por nós, a fonte da modificação da gravidade não é algum campo "mágico" que aparece na natureza sem razões. Mas seria simplesmente o fato de haver dimensões a mais no universo que não são percebidas diretamente por nós. A forma de percebê-las "indiretamente" seria exatamente através de anomalias no espaço tais quais a matéria escura e a energia escura.

Uma coisa interessante do artigo acima, é que ele faz testes para galáxias. É claro que para um estudo completo sobre matéria escura é necessário adicionalmente fazer testes para aglomerados de galáxias, formação de estruturas e também escalas do sistema solar. Um primeiro teste, no entanto, seria aquele referente às curvas de rotação de galáxias, que é exatamente o que é feito, via um modelo semi-fenomenológico. Esta proposta começou a ser trabalhada por mim e por Patricio Letelier em 2007 e 2008, na Unicamp e na Universidade de Cambridge em artigos publicados no Physical Review e no Classical and Quantum Gravity, mas só agora, infelizmente depois que Patricio faleceu no ano passado, completei a forma final que descreve o campo extra, com a ajuda de Roldão da Rocha, da Universidade Federal do ABC.

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Neutrinos mais rápidos que a luz são erro de experimento

Saiu hoje notícia na Science Magazine, que a detecção de neutrinos mais rápidos que a luz, através do laboratório italiano OPERA, no último mês de setembro, de fato era só um erro de conexão entre um GPS e um computador. Isso fez com que o experimento detectasse a viagem de um neutrino entre o CERN e o Gran Sasso com velocidade mais rápida que a da luz.

Afinal, respondemos então à questão em aberto publicada na postagem "Mais rápido que a velocidade da luz?".

Mais uma vez, gostaria de agradecer aos amigos André Tognolli Lima e Cláudio Barreto por me chamarem a atenção para o ocorrido em setembro.

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Meat is murder (Morrissey)

Ônibus da Princesa dos Campos assaltado no caminho entre Guaíra e Curitiba

Repassando informação sobre assalto a ônibus da Princesa dos Campos, ocorrido na data de 13/02/2012. A empresa tem o dever moral de indenizar os passageiros!

Recebi essa informação através do facebook do amigo Marcos Vinicius Souza.


Oi pessoal, olha só, para todos que utilizam os péssimos serviços prestados pela Viação Princesa dos campos, fiquem atentos, pois nessa última segunda-feira dia 13 por volta das 22:30 o ônibus que eu estava que seguia viajem de Curitiba para Palotina, foi cruelmente sequestrado e assaltado por 4 ladrões devidamente armados, que desviaram a rota do ônibus aproximadamente 20km em uma estrada de chão na região de Araucária onde em um lugar no meio do mato acabaram por levar todos os pertences de valor dos passageiros desse ônibus, sem contar no constrangimento em ter que tirar a roupa e estar sujeito a levar um tiro na cabeça a qualquer momento etc... pior é que a empresa informou que não irá indenizar os passageiros, de qualquer forma alguns passageiros estão se mobilizando para entrar com uma ação contra a empresa, então fica o alerta pra todos que utilizam esses ônibus que não tem praticamente nenhum sistema de rastreamente para melhor segurança contra esse tipo de situação. Abraço a todos

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

Budismo e Yoga. Satanismo?

Aleister Crowley. Em 2002 eleito pela BBC como um dos 70 homens mais influentes da Grã-Bretanha.

Mas quem foi Aleister Crowley?

Em resumo, Aleister Crowley não se auto-denominava um satanista, mas sim um hedonista, mago, enxadrista e alpinista. Entre os anos 1887 e 1897, Crowley deixara de ser evangélico missionário, abandonou a Universidade de Cambridge e mergulhou fundo no estudo do ocultismo e das magias branca e negra, através da Ordem Hermética da Aurora Dourada.

A fama de Crowley no ocidente se deu graças aos Beatles e a movimentos satanistas.


Os Beatles estamparam Aleister Crowley na capa do álbum Sgt Peppers Lonely Hearts Club Band, de 1967.  Por quê? O objetivo era projetar aqueles que mais influenciaram a opinião pública do século XX.

Segundo o fundador da Igreja de Satã, Anton LaVey, Crowley foi um dos maiores nomes que influenciaram o satanismo.

Mas de que modo Aleister Crowley teria influenciado a opinião pública e movimentos particulares como o satanismo LaVey?

A resposta é simples: em 1904 ele escreveu um livro denominado "O Livro da Lei", ou Lei de Thelema. Este livro é basicamente um guia para o hedonismo, movimento filosófico que prega que o principal objetivo do ser humano deve ser a busca pelo prazer e o individualismo auto-indulgente. Pode ser resumido em uma frase do próprio Aleister: "faze o que tu queres pois tudo é da lei", repetida por Raul Seixas na música "Sociedade Alternativa".

Quando Anton LaVey fundou o satanismo em 1966, usou o "Livro da Lei" de Crowley para escrever "A Bíblia de Satã".

Agora entremos na pergunta do título: Budismo e Yoga fazem parte do satanismo segundo a ótica LaVey ou outras óticas satânicas? Basicamente o satanismo LaVey utiliza ritualismo esotérico hedonista sem acreditar necessariamente que haja um entidade espiritual chamada Satã. Diferentemente do satanismo demoníaco que introduz a adoração ao diabo e rituais de sacrifício humano como itens indispensáveis ao sucesso do satanista.

Inicialmente, não vejo o budismo enquadrado no esquema Crowley-LaVey. O budismo foi fundado no século 6 a.C. por Sidarta Gautama e  prega o oposto do hedonismo. Segundo Buda, a raiz de todo o sofrimento humano está no desejo e no apego ao desejo. Ademais, como não existem rituais sacrificiais no budismo, e nem a adoração de entidades, constata-se que seria injusto enquadrar o budismo no satanismo LaVey ou no satanismo demoníaco.

Segundamente, sobre yoga, ela é uma filosofia indiana que tem tantas vertentes e correntes que é impossível que todas elas se encaixem na filosofia hedonista. Para ser mais específico, a maioria das correntes são contrárias ao hedonismo e pregam uma rígida auto-disciplina. Como yoga é uma filosofia distinta da filosofia hiduísta (ou vedantista), também não existem rituais de sacrifício de animais ou de humanos, o que excluí o sistema yoga de qualquer indício de que seja satânico.

O denominado satanismo, segundo a visão judaico-cristã ou islâmica, tem relação com LaVey e sua doutrina ou qualquer movimento que pregue magia negra. Existem ainda alguns mais fanáticos que argumentam que qualquer religião pagã antiga ou atual tem caráter satânico, o que de fato é um exagero e falta de conhecimento, já que nas religiões pagãs nem existe a figura do diabo, mas de deuses artificiais criados para entreter o povo em rituais sem sentido, embora eu as respeite profundamente. Um exemplo de religião denominada "pagã", de caráter neo-xamanista, que ainda existe hoje: candomblé.

De fato, muitos movimentos ocidentais atualmente consideram o budismo e o sistema yoga como partes de movimentos satânicos. Como nunca eu vi razão para isso, fiz uma longa pesquisa para tentar entender os por quês.

O que descobri:

No ano 1900, um amigo de Aleister Crowley chamado Oscar Eckenstein começou a se interessar por budismo e yoga. Sugeriu a Aleister que começasse a praticar yoga pois o mesmo se comportava de forma muito inquieta. Eckenstein, segundo consta, logo depois, virou um monge budista. E Crowley passou a praticar yoga, sentindo os resultados de tranquilidade que em geral a yoga produz em qualquer um que a pratique.

Em resumo:

Aleister Crowley influenciou o satanismo LaVey.

Os movimentos de teoria da conspiração criaram a imagem de que tudo o que Aleister Crowley praticou em vida pode ser considerado como satanismo.


Assim, se Aleister Crowley praticou yoga, isto portanto deve ser considerado satanismo?

Um amigo de Aleister Crowley se transformou em monge budista, e por isso o budismo deve ser satanismo?

Aleister Crowley praticou alpinismo, que portanto deve ser satanismo?

Aleister Crowley era um dos maiores jogadores de xadrez da Inglaterra. Isso torna o xadrez um jogo satânico?

Aleister Crowley foi evangélico (irmão Plymouth) em sua mocidade. Isso torna o evangelismo um movimento satânico?

Muita gente afirma que Crowley
é um illuminati. O chapéu do olho que tudo vê
é atribuído ao movimento maçom, e outros grupos
herméticos, que a esta altura devem ter uma raiva infinita
de Crowley. Hoje a maçonaria
também é considerada satanista por
grupos fanáticos por causa da foto acima.
Em última análise, cheguei à conclusão que Crowley e esses modernos satanistas não ensinam nada de novo, já que o hedonismo, derivado do epicurismo grego, é filosofia muito antiga. A aristocracia do mundo greco-romano era essencialmente dividida em epicuristas e estóicos. O estoicismo é uma filosofia que tem muito em comum com os preceitos de Jesus Cristo, de Buda ou da yoga. Prega o desapego às coisas materiais e aos desejos carnais.

Crowley e LaVey eram pessoas muito exageradas que não ensinaram nada de novo. Charles Fourier, por exemplo, tem muito mais a ensinar do que o melhor de Aleister Crowley. O satanismo de LaVey e seus adeptos, como Marilyn Manson, se destacam mais como protesto anti-cristão do que algo que de fato deva ser levado a sério. O esoterismo confuso de Crowley (assim como a teosofia de Blavatsky ou os grupos arianos alemães do início do século XX) e o satanismo exibicionista de LaVey são dois movimentos que beiram o ridículo, tornando-se facilmente alvo da chacota e cinismo popular.


quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

O vírus da notícia falsa assola a internet

Não sei quem as cria. Mas muita gente acredita.

Um exemplo renomado e decadente é o que noticiou que cristãos foram queimados vivos por muçulmanos da Nigéria.

Tomou-se uma foto das consequências da explosão de um caminhão tanque no Congo. Quase 300 corpos carbonizados no meio da rua.

Assim que se tem a foto em mãos, pode-se inventar o que quiser para explicar o ocorrido.

Sem dúvida, algum grupo de cristãos fanáticos  inventou a falsa história para fabricar a falsa ideia de que existe uma nova onda de perseguição aos cristãos no mundo.

Voltemos no tempo... Entre os anos 50 d.C. e 300 d.C. realmente o Império Romano caçava cristãos para morrer no circo por considerá-los uma ameaça ao estado. Depois da conversão de Constantino ao cristianismo, mais ou menos no ano 311 d.C., houve algumas décadas de paz e muitas religiões conviviam em paz no Império. Por volta do ano 380 d.C., o imperador Teodósio decretou que a única religião oficial do império era o cristianismo e que qualquer outra era proibida sob pena de morte. E a perseguição a pagãos, judeus e correntes cristãs que destoavam da corrente principal, foram massacrados no Egito, na Grécia, na Itália, no Oriente Médio, na Espanha...

Os perseguidos tornaram-se perseguidores...

Assim é a história: as minorias sempre são perseguidas, pois o medo do diferente é a consequência mais infeliz da complexidade da mente humana.

Veja mais em:
http://judsoncanto.wordpress.com/2011/11/04/noticia-de-cristaos-queimados-vivos-e-falsa/

Congoleses mortos em explosão

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Charles Dickens -- Ano 200

Quando eu tinha uns 6 anos de idade, lembro de um desenho animado na televisão. Uma pequena menina loira ao qual o personagem principal, apenas um menino, se apaixonava. Não acompanhei a história por completo na minha cabeça de criança, mas a imagem da menina loira e de sua arrogância infantil alimentada por uma tia ambiciosa, permaneceu em meu imaginário por muitos anos.

Aos 15, descobri que aquele desenho animado, reprisado um dia na TV Cultura por um acaso do destino, se tratava da edição visual do clássico "Grandes Esperanças" (Great Expectations) do escritor inglês Charles Dickens.

Lembro que no dia seguinte fui à saudosa biblioteca da AABB de Recife e rapidamente devorei o livro. Trata-se do romance que narra as desventuras de pequeno de Philip Pirrip (Pip), seu encontro com um condenado às prisões australianas e a vultuosa fortuna que herda misteriosamente. A relação de Pip com o condenado, quando este volta da Austrália quando aquele já é rapaz adulto, é o ponto forte da obra. Mostra o conflito entre um homem finamente educado e um pobre desafortunado ex-preso. Sem falar da reflexão gerada em torno do imperialismo inglês vigente à época.

Outros livros importantes de Dickens que li mais tarde são "Um Conto de Natal", "Oliver Twist", "David Copperfield", e tantos outros. Para ler estas obras online, acesse:

http://www.charles-dickens.org/

Abaixo um tributo coletado no youtube:



Charles Dickens nasceu em Portsmouth, Inglaterra a 7 de fevereiro de 1812. Hoje, comemoramos 200 anos da chegada de um inestimável escritor à altura dos maiores.

Mais sobre o caso Pinheirinho.

O caso Pinheirinho, a expulsão violenta das 2.000 famílias que moravam num terreno de uma empresa falida do especulador Naji Nahas, é comentada abaixo pelo jornalista Ricardo Boechat:

O caso Pinheirinho de forma didática...

Olavo de Carvalho

A primeira vez em que ouvi o nome deste senhor foi em 2004, através do grande amigo Alberto Krone-Martins. O que fiquei sabendo: era um filósofo que defendia a volta do modus vivendi da filosofia da idade média, aquela de Tomás de Aquino, i.e., a revivência de Aristóteles.

Depois disso, não dei muita bola por vários anos.

Em 2010 voltei a ouvir rumores sobre o tal Olavo, com maiores detalhes sobre o seu pensamento. Fui atrás e li algumas coisas e ouvi alguns vídeos que ele posta em seu blog.

Quem é afinal Olavo de Carvalho? Do que li na wikipedia e mais do que vi pessoalmente:

1) Um jornalista que era astrólogo e estudou filosofia autodidaticamente.
2) Defende abertamente suas ideias de direita e conservadoras.
3) Extremamente erudito, tem um discurso envolvente, agressivo e intimidador.
4) Católico ardente, de fato defende uma posição pré-renascentista e pré-iluminista, onde Newton é um daqueles que estragaram a História e Tomás de Aquino é o ser que deveria ser seguido por todos.
5) Apesar de católico, é muito cuidadoso em dizer que não se deve acreditar em bispos porque...
6)... porque dentro da Igreja Católica estão infiltrados muitos bispos de esquerda comunistas, com um discurso de teologia da libertação mascarados.
7) De fato, para Olavo de Carvalho, o comunismo é uma ideologia do capeta, porque... Bem, até agora não consegui entender bem o por quê ele afirma isso, mas tenho impressão que ele não gosta de nada que venha da esquerda por esta ser, nas palavras dele, pouco confiável, mentirosa, instável, ameaçadora da democracia autêntica, usurpadora da propriedade civil em prol do estado, abortista, revolucionária, etc. Da mesma forma, ele odeia qualquer espécie de liberalismo.
8) Usando de sua audácia e profunda erudição, ele tenta desbancar qualquer argumento em favor de qualquer corrente de esquerda ou do liberalismo.
9) É adepto de teorias da conspiração, desde que sejam "bem documentadas", como por exemplo, o desprezo por uma tal "nova ordem mundial", que segundo consta tem relação com a homogenização da cultura e economia globais.

Confesso que Olavo de Carvalho me parece um mal necessário num mundo onde o conservadorismo é visto pelas classes intelectuais como algo desprezível. Abertamente sou um libertário e adepto da avant-garde, mas também acredito que a conservação de certos valores culturais também é importante para o crescimento do indivíduo. Concordo com Olavo de Carvalho em relação à música, por exemplo. Para mim, o pico máximo da música ocorre com Johann Sebastian Bach, com picos harmônicos em Beethoven, Wagner, Debussy, Mahler e Messiaen. Musicalmente a cultura pop não consegue oferecer o que estes compositores conseguiram oferecer.

No entanto, caro Olavo de Carvalho, acredito que na tentativa de manter o mesmo discurso conservador de sempre, o senhor peca na criação de argumentos exagerados contra a esquerda, transformando qualquer esquerdista em um "papa-fígado", utilizando essa ideia em praticamente um axioma de sua lógica. De forma que em última instância, sua lógica se transforma numa doutrina maniqueísta que lhe rende a audiência cativa de seus fãs.

p.s.: Ações direitistas infames, como por exemplo a desocupação violenta do terreno do Pinheirinho não gera qualquer comentário por parte de Olavo. Pelo menos, dos vídeos que assisti datados do ano 2012, ele não tece uma única palavra sobre o caso.

O blog do Olavo de Carvalho pode ser aberto em:

http://www.olavodecarvalho.org

Obs.: Ouvir os vídeos desse senhor pode causar a leve impressão de que ele está certo em tudo. Se você começar a sentir isso é sinal de que está na hora de parar para pensar um pouco...

sábado, 14 de janeiro de 2012

Hamburguer vegetariano

Hamburguer Vegetariano alla Cahco


Ingredientes:

3 xícaras de chá de grão de bico
1 xícara de chá proteína de soja texturizada
1 cebola ralada
2 dentes de alho amassados
coentro a gosto
1/2 colher de sopa de sal
1 colher de chá de pimenta chilli (ou outra parecida)
2 colheres de sopa de farinha de trigo
1/2 xícara de chá de molho shoyu


Modo de fazer:

Deixe o grão de bico de molho em uma tigela de um dia para outro. Escorra e passe o grão de bico no liquidificador ou triturador com a cebola, o alho, o coentro, o sal e a pimenta, até virar uma massa. Coloque a proteína de soja de molho por uns 15 minutos. Esprema a soja até tirar toda a água. Deixe a soja por cinco minutos de molho no shoyu e depois, sem escorrer, misture com a massa triturada do grão de bico. Amasse e misture a farinha aos poucos. Forme bolinhos no formato de hamburgueres e frite no óleo (2 cm de óleo é o suficiente). Sirva como junkfood, no pão de hamburguer e com os acompanhamentos preferidos (alface, tomate, etc).