sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

Budismo e Yoga. Satanismo?

Aleister Crowley. Em 2002 eleito pela BBC como um dos 70 homens mais influentes da Grã-Bretanha.

Mas quem foi Aleister Crowley?

Em resumo, Aleister Crowley não se auto-denominava um satanista, mas sim um hedonista, mago, enxadrista e alpinista. Entre os anos 1887 e 1897, Crowley deixara de ser evangélico missionário, abandonou a Universidade de Cambridge e mergulhou fundo no estudo do ocultismo e das magias branca e negra, através da Ordem Hermética da Aurora Dourada.

A fama de Crowley no ocidente se deu graças aos Beatles e a movimentos satanistas.


Os Beatles estamparam Aleister Crowley na capa do álbum Sgt Peppers Lonely Hearts Club Band, de 1967.  Por quê? O objetivo era projetar aqueles que mais influenciaram a opinião pública do século XX.

Segundo o fundador da Igreja de Satã, Anton LaVey, Crowley foi um dos maiores nomes que influenciaram o satanismo.

Mas de que modo Aleister Crowley teria influenciado a opinião pública e movimentos particulares como o satanismo LaVey?

A resposta é simples: em 1904 ele escreveu um livro denominado "O Livro da Lei", ou Lei de Thelema. Este livro é basicamente um guia para o hedonismo, movimento filosófico que prega que o principal objetivo do ser humano deve ser a busca pelo prazer e o individualismo auto-indulgente. Pode ser resumido em uma frase do próprio Aleister: "faze o que tu queres pois tudo é da lei", repetida por Raul Seixas na música "Sociedade Alternativa".

Quando Anton LaVey fundou o satanismo em 1966, usou o "Livro da Lei" de Crowley para escrever "A Bíblia de Satã".

Agora entremos na pergunta do título: Budismo e Yoga fazem parte do satanismo segundo a ótica LaVey ou outras óticas satânicas? Basicamente o satanismo LaVey utiliza ritualismo esotérico hedonista sem acreditar necessariamente que haja um entidade espiritual chamada Satã. Diferentemente do satanismo demoníaco que introduz a adoração ao diabo e rituais de sacrifício humano como itens indispensáveis ao sucesso do satanista.

Inicialmente, não vejo o budismo enquadrado no esquema Crowley-LaVey. O budismo foi fundado no século 6 a.C. por Sidarta Gautama e  prega o oposto do hedonismo. Segundo Buda, a raiz de todo o sofrimento humano está no desejo e no apego ao desejo. Ademais, como não existem rituais sacrificiais no budismo, e nem a adoração de entidades, constata-se que seria injusto enquadrar o budismo no satanismo LaVey ou no satanismo demoníaco.

Segundamente, sobre yoga, ela é uma filosofia indiana que tem tantas vertentes e correntes que é impossível que todas elas se encaixem na filosofia hedonista. Para ser mais específico, a maioria das correntes são contrárias ao hedonismo e pregam uma rígida auto-disciplina. Como yoga é uma filosofia distinta da filosofia hiduísta (ou vedantista), também não existem rituais de sacrifício de animais ou de humanos, o que excluí o sistema yoga de qualquer indício de que seja satânico.

O denominado satanismo, segundo a visão judaico-cristã ou islâmica, tem relação com LaVey e sua doutrina ou qualquer movimento que pregue magia negra. Existem ainda alguns mais fanáticos que argumentam que qualquer religião pagã antiga ou atual tem caráter satânico, o que de fato é um exagero e falta de conhecimento, já que nas religiões pagãs nem existe a figura do diabo, mas de deuses artificiais criados para entreter o povo em rituais sem sentido, embora eu as respeite profundamente. Um exemplo de religião denominada "pagã", de caráter neo-xamanista, que ainda existe hoje: candomblé.

De fato, muitos movimentos ocidentais atualmente consideram o budismo e o sistema yoga como partes de movimentos satânicos. Como nunca eu vi razão para isso, fiz uma longa pesquisa para tentar entender os por quês.

O que descobri:

No ano 1900, um amigo de Aleister Crowley chamado Oscar Eckenstein começou a se interessar por budismo e yoga. Sugeriu a Aleister que começasse a praticar yoga pois o mesmo se comportava de forma muito inquieta. Eckenstein, segundo consta, logo depois, virou um monge budista. E Crowley passou a praticar yoga, sentindo os resultados de tranquilidade que em geral a yoga produz em qualquer um que a pratique.

Em resumo:

Aleister Crowley influenciou o satanismo LaVey.

Os movimentos de teoria da conspiração criaram a imagem de que tudo o que Aleister Crowley praticou em vida pode ser considerado como satanismo.


Assim, se Aleister Crowley praticou yoga, isto portanto deve ser considerado satanismo?

Um amigo de Aleister Crowley se transformou em monge budista, e por isso o budismo deve ser satanismo?

Aleister Crowley praticou alpinismo, que portanto deve ser satanismo?

Aleister Crowley era um dos maiores jogadores de xadrez da Inglaterra. Isso torna o xadrez um jogo satânico?

Aleister Crowley foi evangélico (irmão Plymouth) em sua mocidade. Isso torna o evangelismo um movimento satânico?

Muita gente afirma que Crowley
é um illuminati. O chapéu do olho que tudo vê
é atribuído ao movimento maçom, e outros grupos
herméticos, que a esta altura devem ter uma raiva infinita
de Crowley. Hoje a maçonaria
também é considerada satanista por
grupos fanáticos por causa da foto acima.
Em última análise, cheguei à conclusão que Crowley e esses modernos satanistas não ensinam nada de novo, já que o hedonismo, derivado do epicurismo grego, é filosofia muito antiga. A aristocracia do mundo greco-romano era essencialmente dividida em epicuristas e estóicos. O estoicismo é uma filosofia que tem muito em comum com os preceitos de Jesus Cristo, de Buda ou da yoga. Prega o desapego às coisas materiais e aos desejos carnais.

Crowley e LaVey eram pessoas muito exageradas que não ensinaram nada de novo. Charles Fourier, por exemplo, tem muito mais a ensinar do que o melhor de Aleister Crowley. O satanismo de LaVey e seus adeptos, como Marilyn Manson, se destacam mais como protesto anti-cristão do que algo que de fato deva ser levado a sério. O esoterismo confuso de Crowley (assim como a teosofia de Blavatsky ou os grupos arianos alemães do início do século XX) e o satanismo exibicionista de LaVey são dois movimentos que beiram o ridículo, tornando-se facilmente alvo da chacota e cinismo popular.


Um comentário:

  1. Satanismo qualquer coisa que impeça o "fiel" sustentar o malandro que negocia um "terreninho no céu"...

    ResponderExcluir