quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Neutrinos mais rápidos que a luz são erro de experimento

Saiu hoje notícia na Science Magazine, que a detecção de neutrinos mais rápidos que a luz, através do laboratório italiano OPERA, no último mês de setembro, de fato era só um erro de conexão entre um GPS e um computador. Isso fez com que o experimento detectasse a viagem de um neutrino entre o CERN e o Gran Sasso com velocidade mais rápida que a da luz.

Afinal, respondemos então à questão em aberto publicada na postagem "Mais rápido que a velocidade da luz?".

Mais uma vez, gostaria de agradecer aos amigos André Tognolli Lima e Cláudio Barreto por me chamarem a atenção para o ocorrido em setembro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário