sábado, 22 de dezembro de 2012

Duas versões com instrumentos originais do Magnificat de Bach

Para comparação, duas versões do Magnificat de Bach (BWV 243), tocado por duas orquestras que preservam a qualidade musical barroca com instrumentos originais de época.

A primeira, contendo apenas o primeiro coro da obra, é uma versão da Academy of Ancient Music de Cambridge, que conheci pessoalmente e acredito que seja detentora de uma grande bagagem no ramo da orquestração com instrumentos originais. A orquestra já ganhou Grammy e Brit Awards. A direção é de Richard Egarr.

A segunda versão contém a obra inteira, e é interpretada pela Concentus Musicus de Viena, dirigida por Nikolaus Harnoncourt. Nunca assisti ao vivo um concerto desta orquestra, mas tenho acompanhado muitas interpretações através de DVDs e do próprio youtube. Também utiliza instrumentos de época e já levou os prêmios Gramophone e Cannes.



Academy of Ancient Music


Concentus Musicus

Alinhamento planetário?

Durante os dias ao redor do 21/12/2012, a data do fim do mundo que não deu certo, como esperado, tem-se falado de alinhamento dos planetas, do Sol, da Lua e da estrela Alcyone (de Touro).

E se diz que esse alinhamento com Alcyone é vital pois ela está no centro da galáxia e proporcionaria o aumento da paz interior.

Não gosto de ser um estraga prazeres, mas a dura verdade é que tais alinhamentos não ocorrerão por estes dias. E nem daqui há alguns anos ou centenas de anos.

Hoje, por exemplo, há alguns alinhamentos no céu. Mas nada muito significativo, conjunções muito esparsas.

O Sol está por enquanto um pouco alinhado a Mercúrio, Vênus e Marte (conforme figura abaixo, clique na imagem). Alcione não está no centro da galáxia (se estivesse não seria visível da Terra) e por enquanto há um leve alinhamento dela com Júpiter.

A paz interior provavelmente também não será melhorada por causa de um alinhamento. Acredito muito mais que ela é melhorada se praticando o silêncio, a meditação e o conhecimento de si mesmo...